domingo, 10 de fevereiro de 2019

Os chapéus

Os chapéus atravessam gerações e completam qualquer look.
Use e abuse de chapéus: em tricot, em felting ou em tricot feltrado. De todas as cores, lisos ou mesclados. Simples ou em nuno felting!
Neste inverno e nas próximas estações o chapeu chega-nos como um estilo mais feminino  e cria o nosso estilo! À nossa medida!
 
O nosso estilo é definido por nós e não precisa de percorrer lojas para encontrar “aquele” chapeu especial! Com um pouco de água e sabão, umas horas na bancada da cozinha e…. já está. O look perfeito!

Boa semana e até breve
Fátima de Haan

domingo, 13 de janeiro de 2019

As luvas do paleolítico

A história das luvas remonta ao tempo do paleolítico e as luvas eram peças consideradas apenas como protecção das mãos, para se protegerem do frio ou nos trabalho dos campos e não tinham uma função de adorno ou adereço, como nos dias de hoje.
O uso das luvas na sua forma sem dedos foi, desde que há registo, utilizado pelo povos bárbaros como protecção das mãos nos trabalhos mais grosseiros.
Só mais tarde, na Idade Média, já na Dinastia de Carlos Magno e pelas comunidades religiosas e aristocráticas, o uso das luvas veio a ser considerado como um estatuto social.
 
Nos dias de hoje as luvas são adereço precioso: nos dias de frio, como requinte da elegância, ou utilitárias.
 
Das mais simples às mais elaboradas qualquer luva fica bem e protege as nossas mãos, essa filosofia tão ancestral.
Aqui vos deixo uma das mais requisitadas luvas em felting, que tenho criado, construídas na base das primeiras luvas do paleolítico.
Não são em pele, como as mais utilizadas nesse período, mas sim em lã que, talvez, tenham sido usadas por esses anos longínquos.
 
E, por favor, agasalhem-se que está muito frio!
Boa semana e até breve
Fátima de Haan
 

domingo, 30 de dezembro de 2018

Mudar de ano, mudar de vida!

Diz o ditado que
“mudam-se os tempos, mudam-se as vontades” ou "mudar de ano, mudar de vida!"
No caso do felting muda apenas o tipo de peças que temos vontade de fazer.
Nos dias de frio todas as peças em lã macia, são apetecíveis como as echarpes, os chapéu, as pantufas e  as luvas !
O ano de 2018 chega ao fim. O blogue entra no quinto ano que chega até vós e tem tido muito para contar. No próximo ano espera-se mais novidades, quer no que respeita ao felting e ao tricot.
 
Deixo-vos hoje e por este ano de 2018, com umas pantufas coloridas como as luzinhas de Natal : quentes, macias e divertidas - as últimas "fatimices" de 2018!
 
Com os votos de um BOM ANO 2019 e até breve
Fátima de Haan

domingo, 9 de dezembro de 2018

Natal à porta!

Com o Natal à porta é tempo de preparação da Festa.
Receber a família e os amigos, visitar a família, almoços entre amigos e colegas de trabalho, enviar mensagens de Boas Festas e trocar presentes, são as tradições dos últimos tempos.
 
Por muito que se queira combater o consumo, nesta época do ano é impensável.

Podemos ser mais contidos encontrando soluções úteis e sustentáveis, ecológicas, ou reciclando peças que tenhamos lá por casa.

Todos gostam de receber um mimo. e o Natal é, por excelência, a época mais tradicional para estes mimos! Mime os outros e mime-se a si.

Se ainda não escolheu os seus presentes todos visite o blogue e escolha o seu! Ao longo da semana, algumas imagens irão surgindo, para lhe dar algumas dicas. Visite o blogue! 
 
Por mim, desejo a todos BOAS FESTAS e até breve
 
Fátima de Haan
 
 
 

domingo, 18 de novembro de 2018

Projectos de Natal

É inacreditável para mim que o outono caminha já, em decrescente, a passos largos em direcção à chamada, estação do Inverno.

Isso significa que o Natal está quase aí, a febre das compras e dos presentes vai começar. Muitos se esquecem do verdadeiro significado do Natal, a sua mensagem e pensa-se mais onde e como desfrutar dos feriados que aí vêm. 
Associar o Natal com um pequeno para os nossos amigos e familiares tem um significado muito mais especial e de mimos todos gostam.
E porque as crianças começam a estar cheias de brinquedos porque não oferecer-lhes uns kits de tricot ou de felting, criando o bichinho das artes que foram momentos doces de outrora e tão bom seria que o fossem no futuro.

No ano passado construí uns kits de tricot e felting para as minhas netas.
Pequenos projectos incentivando-as a tricotar pequenos projectos pessoais. E este ano os mesmos passos seguirei, com novos projectos.
Porque os de este ano são ainda surpresa, aqui vos deixo dois projectos do ano de 2017.
Porque, por mais que todos tenhamos boas intenções, é melhor começar cedo. E os netos vão ficar agradecidos!
Inspirem-se. Querem dicas? Enviem-me um email e dar-vos-ei algumas ideias que me vão na cabeça!








Felting e tricot é terapia,
é vício, é mania!
 


Boa semana e até breve
Fátima de Haan

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

chá, café e wafle!

Nos últimos tempos, por variadíssimas razões e, porque o verão foi muito quente, a minha dedicação ao felting foi quase nula.
Nos poucos momentos que tive para me sentar um pouco deitei mãos às agulhas de tricot e nos meus dedos corriam mais os algodões. Alguns ensaios e testes e algumas das peças até nem saíram mal.
Aproveitei no entanto, porque apetecia mais andar a jardinar e a mexer em água , fazer algumas experiências com tingimentos e dar cor a mechas de lã merino que dormitaram durante o inverno passado. 
Já aqui falámos sobre a história dos tingimentos, suas práticas no passado e a grande moda dos dias de hoje.
Não sendo expert na matéria resolvi transformar o meu jardim em laboratório e tentar que as minhas peças, criações próprias ou projectos tricotados de vários designers de que gosto, tenham um cunho mais pessoal e cada peça seja única.



Colhi frutos e legumes, plantas e arbustos, chá e café e, literalmente, dei banho às mechas. Foi tão refrescante e fascinante!
 
Aqui vos deixo os três passos que as mechas de lã merino levaram desde que lhes dei banho até ao momento actual.
As luvas foram tricotadas com lã em banho de chá (uma) e café (a outra) e a waffle em banho de eucalipto, cebola, e beterraba. A waffle está ainda em fase de execução!

 





Vários outros projectos estão em curso e, em breve, espero poder ter matéria para vos apresentar.


Tricotar é terapia, é vício, é mania!
 
Boa semana e até breve
Fátima de Haan

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Dar cor à lã em Teteringen

Ao dar cor à lã e aos tecidos naturais, por processos naturais usando plantas, bagas, raízes, insetos e minerais, obtém-se uma paleta de cores lindas, vivas. Cada banho é uma surpresa agradável e uma redescoberta fascinante.  Não há dois banhos iguais.
 
Uma arte milenar, sem grande impacto no ambiente e caída no esquecimento, em que os produtos químicos e os corantes sintéticos - mais usados nos últimos anos - substituíram os tingimentos com corantes naturais.
Acredita-se que esta técnica foi descoberta por acaso, tal como tantas outras!
A tinturaria teve grande importância e impacto na comercialização de produtos e transacções comerciais à época, desde 2.000 a.C. e a profissão de tintureiro era muito valorizada.
Até ao final do século XVIII  e desde os tempos mais remotos (i.e. 3000 a.C.)  todas as tintas tinham origem em produtos naturais, como plantas, cascas de árvores, frutos, arbustos ou insectos, cascas de árvores, proveniente dos campos, florestas e hortas.  

Estas técnicas foram sendo aperfeiçoadas e, hoje em dia, existem já novos instrumentos, como panelas especiais, para ajudar nas tarefas.
 
Os tons de verde e amarelo podem ser obtidos de plantas com que nos cruzamos, diariamente, nos nossos caminhos, parques e jardins, e os tons vermelhos proveem de raízes, moluscos ou insectos sugadores - menos simpáticos - mas que nos enche de alegria ao ver os tons magníficos que os fios adquirem.
As fotos abaixo apresentam as duas tonalidades entre os dois banhos (1º e 4º) da lã, usando a cochenilha.


Os tons escolhidos para esta 70ª edição em Teteringen, foram os tons quentes das época, ou seja, outonais! Cores lindas e ricas!
Usar mechas de lã, ou fios tingidos desta forma, nos nossos trabalhos de tricot ou no felting, tornam ainda mais pessoal e únicas as nossas peças!
 
Aqui vos deixo o desafio!
 Votos de boa semana !
Em breve cá voltarei!
 
Fátima de Haan
 

domingo, 30 de setembro de 2018

Sacomania

Aqui vos dei conta – na passada semana - dos meus sacos tricotados para guardar frutas e legumes. Fáceis de lavar e secar, podem ser usados nas mais variadas situações:  guardar os legumes e frutos, agrupar as nossas peças de roupa na mala de viagem ou no armário. Ou a roupa do ginásio.
 
Se o seu hobby não é tanto o tricot e se dedica mais às artes de costurar, deixo-vos, aqui, esta semana a versão costurada, usando pequenos pedaços de tule e fitas soltas.
Outubro aí está e este mês é, por excelência, um mês de transição para um trimestre de grandes mudanças climatéricas. Dias mais curtos, manhãs nubladas, céu com azul mais doce e o Sol mais baixo, mês dos dias irregulares.
Os campos cobrem-se de lindos tons acastanhados. Assim é o Outono!
É o mês em que os agricultores voltam aos campos para as realidades agrícolas do ano vindouro. Fruto das diferenças meteorológicas características deste mês!
«Em outubro pega tudo» – dizem os agricultores, esperançados num ano melhor e nas colheitas futuras.
E o futuro também depende um pouco de cada um de nós, cuidando um pouco mais do ambiente. Um pequeno gesto, cada dia, vai fazendo a diferença.
E com os dias mais frios vai voltar a apetecer voltar ao felting e as suas novidades.
 
Até breve
Fátima de Haan
 
 

domingo, 16 de setembro de 2018

Deixem cair o plástico

“Hit the road, Jack and don't you come back no more, no more, no more, no more” …..
...... I'd have to pack my things and go (That's right)”

de Ray Charles
Eu adaptaria a música para
“deixem cair o plástico, e não usem mais, nunca, nunca mais!”
e até se poderia também entoar como as “Canoas do Tejo" de Carlos do Carmo.
Seja qual for a som, o toque é para abolir os sacos plásticos, em defesa do ambiente e na poupança de recursos, contribuindo assim, cada um de nós, para a redução do uso desta matéria prima, que iniciou a sua fabricação no Séc XIX e não nos deixou, nunca mais!
Aqui vos deixo as minhas fatimices desta semana, de fim de verão, usando restos de fios acrílicos ou algodão que ocupavam a minha caixa de restos.
Tricotei fios que podem ser, facilmente, lavados na máquina e de secagem rápida para fazer os meus sacos para os legumes, frutas e outros e que levo comigo para o supermercado.
Também podem ser usados para guardar os nossos tricots ou as nossas roupas de verão, agora que é tempo de trocar o visual do nosso guarda roupa, substituindo pelas roupas de outono / inverno.
Seja para o que for o uso que lhe queira dar, esqueça os plásticos e use sacos de pano ou tricot, feitos de restos.
Combata o desperdício e ganhe espaço lá em casa, abrindo as caixas dos restos.
Boa semana, bom fim de verão, votos de um fresco e suave outono, e que venha como manda a tradição !
 
 



 
Até breve
 
Fátima de Haan

 

domingo, 2 de setembro de 2018

Setembro entrou! e o blogue regressou!

Felizmente para mim, a força do verão de 2018 já se foi! Enquanto não chega o 2019 espera-se o tempo mais ameno e a vontade de voltar a pegar em agulhas, lãs e as mechas para o felting.
A minha estação principal : o Outono!
Agosto acabou! Setembro chegou! Tempo de assentar a poeira, sacudir a areia dos pés, colocar os pés no chão e levantar voo para novos projectos.
Chegou a altura de pôr em prática os projectos que foram ocupando a mente durante estes meses em que era mais difícil convencer a lã a circular entre os dedos!
Adoro fazer alguns projectos no início da temporada esperando que o tempo me dê tempo para conseguir a tempo!!!!!
Não se iludam! O inverno e o Natal, vem logo ali, ao virar da esquina!
Enquanto os motores arrancam, deixo-vos com uma inspiração para darem vida e cor às jeans que devem ter ficado saturadas nesta época de verão! Com alguns restos de lãs ou pontas de felting, de trabalhos anteriores, dê-lhes nova vida, dando cor ao seu outono!
Já pensaram como podem ficar giras, divertidas e únicas? Não deite fora as suas velhas jeans! Use o felting e a imaginação!
 
 
Bom dia e bom Setembro
até breve
Fátima de Haan

*******************************************************************************

Nota: Dado que o blogue não está a funcionar correctamente, não consigo receber os vossos comentários.
Se pretender enviar um comentário faça-o, sff, directamente, para tfelting (@ ) gmail. com   
 (para acionar o email retirar os () e espaços)
 

domingo, 5 de agosto de 2018

Turned off and on vacations!

Bom dia! Até final de Agosto estou de férias!
My hard drive is full!




Boas férias e até breve!
Fátima de Haan

domingo, 22 de julho de 2018

Felting e Verão!

Ouve-se por aí alguns borburinho de que o Verão ainda não veio, que o calor tarda em chegar e chove, por vezes.
O ano passado ouvia-se o oposto: havia demasiado calor, que tornavam os dias insuportáveis e não havia meio de chover. Vá-se lá ser prior de freguesias assim.....
Cá por mim, estou bem assim! Nem muito calor nem muito frio, nem muita chuva. Gosto de sentir a brisa a lamber-me a face, quando saio à rua!
Seja com mais ou menos calor estamos no tempo das frutas a encher os cabazes, tempo de comer a melancia. Fresca e saborosa refrescam-nos e adoçam-nos as tardes e as merendas de Verão.
A tradicional ou a japonesa, como agora se vê por ai! Só os japoneses se lembrariam de cultivar melancias quadradas para rentabilidade de espaço e o acondicionamento correcto nos mercados, como tão bem sabem fazer.
Aqui vos deixo o meu trabalho de casa. No felting, nem no Verão há limites.


Divirtam-se tanto como eu e até Agosto!
Fátima de Haan
*******************************************************************************
PS: Dado que o blogue não está a funcionar correctamente, não consigo receber os vossos comentários. Se pretender enviar um comentário faça-o, sff, directamente, para
tfelting (@ ) gmail. com    (para acionar o email retirar os () e espaços)

domingo, 8 de julho de 2018

Edição 2018 Felt Caminha

Decorreu por estes dias a Edição 2018 do Felt Caminha
À semelhança da primeira Edição a popularidade foi grande, a afluência maior ainda e os resultados são já visíveis, na localidade, pelo incremento de actividade económica, onde as lojas da especialidade dispõe já de material especial para os novos feltmakers!
As sessões esgotaram e foram muitos os que não puderem participar, o que me deixou muito triste, nomeadamente ao grupo do Porto. Fica a promessa de que no próximo ano voltarei.
 
Não posso deixar de agradecer à Câmara Municipal de Caminha e à Universidade Sénior, a disponibilidade para a organização, divulgação e a cedência dos espaços para levar a cabo este evento, abrangendo a população, não só de Caminha como das vilas vizinhas, como Monção, Vila Nova de Cerveira, Moledo, Vila Praia de Âncora e Viana do Castelo.
 
A todos os participantes o meu obrigada pela dinâmica emprestada, energia e persistência, sentando assim uma mão cheia de amigos e não só,  em volta da mesa, com as mãos embrenhadas em água quente, sabão e lã macia e colorida, estórias e memórias de encantar. coisas simples que nos dão muito prazer!

Uma última palavra para agradecer aos Serviços da Biblioteca, na pessoa da Dr.ª Celina Lopes e Dona Alda Branco, por toda a simpatia e disponibilidade demonstrada ao longo destas semanas.
 
Deixo-vos, aqui ao lado, na página criada para o efeito -  Felt Caminha 2018 trabalhos de novos Feltmakers algumas fotos dos trabalhos feitos nestas sessões, e dos quais disponho de algumas fotos das autoras dos trabalhos e das fotos. As fotos dos restantes trabalhos irão sendo incluídas, à posteriori.! [Se me faltou incluir alguma foto, peço desculpa e, por favor, me avisem].
 
Bom semana e até breve
Fátima de Haan

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Felting e quipus

A história da lã remonta aos primórdios da civilização com referências arqueológicas encontrados em locais como o Irão, que sugerem que a produção de ovinos de lã pode ter começado por volta de 6000 aC. e terá sido introduzida na Europa a partir do Médio Oriente, no início do 4º milênio aC., data em que passa a haver registos das primeiras roupas tecidas de lã.

Uma das muito interessantes coisas que aprendi nas pesquisas sobre a lã e as suas aplicações foi a descoberta do QuipusQuipus ou khipus, é um objeto feito de nós coloridos de lã ou de algodão, usado como código, entre populações, particularmente nos Andes (Peru) e pelos povos INCA, como se fosse uma carta, uma mensagem ou uma notificação.

Estes registos de cordas atadas eram muito importantes para as civilizações antigas (Séc. XII), usados na colheita de dados, transmissão de informação, registos tributários e de censos, agendamento de expedições e, até, organização militar.
 
Os cabos e nós coloridos continham valores numéricos e outros códigos em forma de nós, num sistema de base de dez posições.
 
Um quipu poderia ter apenas alguns nós ou até 2.000 cabos. Há imensos tipos de quipus e verdadeiras obras de arte!.
 
Escolhi esta imagem (da Springfield Public Schools)  para vós, a partir de um artigo que li e achei interessante.
  
 
felting leva-nos a descobertas fantásticas. Apenas precisamos querer partir à descoberta! Venha daí connosco!
 
Boa semana, bom felting e até breve!
 
Fátima de Haan 

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Felting "bitoque no prato"!

Por esta altura do ano fala-se em verão, férias, calor, sol e praia! E em sardinhas, claro! Não há festa popular em que não meta a sardinha.
Embora fugida dos cabazes das peixeiras e dos menus em restaurantes, durante o último ano, por uma boa causa e para que a espécie perdure, voltou agora em força, nas ementas dos restaurantes para alegrar o palato e o aroma no ar.
Pela minha parte - embora adore uma sardinha com broa, como minhota que sou - decidi optar por outro menu. Em felting um bitoque, tão tradicional português!
 
Este menu foi inspirado numa recordação de outrora, quando a minha mãe resolveu, um dia, presentear uma prima com uma sobremesa com os mesmos ingredientes que aqui vos deixo.
Nessa altura fez-se tudo em doce, com fatias de pão de ló, mousse de chocolate e outros segredos que minha mãe saberia. Hoje deixo-vos em felting que, não tendo o mesmo sabor, pode aguçar-vos o apetite!

Votos de Bons dias de Santos Populares, com calor, sardinhas e felting!
Até breve
Fátima de Haan
 
 

domingo, 27 de maio de 2018

FAZdeLã na Livraria Bertrand no Porto!

Descubra os encantos do felting desde os primeiros passos e passo-a-passo, para todos os seus projectos nesta nova técnica que anda na boca dos portugueses, por estes dias.
O Livro FAZdeLÃ, o livro mais badalado dos últimos dias, diz-lhe como, não importa o que tenha em mente.
Se gosta de tricot, pode ver, igualmente, alguns projetos de tricot feltrado, que nos deixam surpreendidos, quando o tricot sai da máquina de lavar roupa.
Visite-nos no próximo dia 9 de Junho, às 16:00, na Livraria Bertrand no Porto - Alameda Shop&Spot , Loja 112 Rua Campeões Europeus 28/198 , 4350 - 414 - Porto. Aqui fica o convite!
 
 
À conversa sobre estas paixões e hobbies!
Boa semana e até breve
Fátima de Haan

domingo, 13 de maio de 2018

O Felting na Feira do Livro de Lisboa

O felting é , literalmente, assim - primeiro estranha-se, depois entranha-se!
Reserve um pouco do seu tempo na tarde do próximo dia 26 de Maio.
Encontrar-me-á -  bem como a nova versão do livro FAZdeLÃ - às 17 horas,  no ESPAÇO CHIADO BOOKS, na Feira do Livro de Lisboa (Parque Eduardo VII) .


Traga a família e os amigos e junte-se a nós numa tarde diferente falando de coisas simples, com um livro numa mão e dois dedos de conversa e falarmos um pouco das artes do felting !



Também poderá reservar já na agenda o dia 9 de Junho, às 16:00, na Livraria Bertrand no Porto - Alameda Shop&Spot , Loja 112 Rua Campeões Europeus 28/198 , 4350 - 414 - Porto.



Mais notícias detalhadas irão aqui sendo anunciadas ao longo das próximas semanas. Visite o blogue regularmente, para acompanhar.
 
Desejo-vos uma boa semana e esperando ver-vos em breve
Fátima de Haan

domingo, 29 de abril de 2018

Livro FAZdeLÃ na Feira do Livro

Bom dia caro leitor do blogue
Um dia de cada vez e as coisas acontecem!
O Livro FAZdeLÃ, tem uma nova cara e apresentação, mais fácil de manusear, numa edição revista e estará presente na Feira do Livro de Lisboa a decorrer entre Maio e Junho.
Reserve um pouco do seu tempo no dia 26 de Maio. Encontrar-me-á no stand da Chiado Editora, na Feira do Livro de Lisboa,  às 17 horas (Parque Eduardo VII), para uma sessão de autógrafos e falarmos um pouco das artes do felting. Traga a família e os amigos e junte-se a nós numa tarde diferente falando de coisas simples, com um livro numa mão e dois dedos de conversa!

Também poderá reservar já na agenda o dia 9 de Junho, às 16:00, na Livraria Bertrand - Alameda Shop&Spot , Loja 112 Rua Campeões Europeus 28/198 , 4350 - 414 - Porto.

Puxando um pouco a cortina, aqui vos deixo um pequeno filme com  algumas imagens da nova versão do Livro FAZdeLÃ!. (clique para abrir o filme)


Mais notícias detalhadas irão aqui sendo anunciadas ao longo das próximas semanas. Visite o blogue regularmente, para acompanhar.
 
Desejo-vos uma boa semana e esperando ver-vos em breve
Fátima de Haan


sábado, 14 de abril de 2018

Retalhos da vida do felting!

A vida tem destas coisas. Algum dia se sentiram como se fossem um balão, que, de repente, sem se saber bem como e porquê, se começa a esvaziar e rodopia, sem se perceber bem o que está a acontecer ou onde vai parar?
Pois foi assim que eu me senti, nas últimas semanas. Um balão rodopiando, sem rumo e sem destino certo. Até quase ia jurar que o meu balão tinha a cor cinzenta. Seria? Não sei!
Passada fase de detecção da "avaria", houve que colocar "tapa-furos" e reiniciar o processo de reenchimento.
É assim que estou, nesta fase que é lenta mas será, certamente, conduzida a bom caminho, até voltar a sentir o balão estar cheio, bonito e pleno de cores bonitas e alegres, subindo!

Querem saber o que me ajudou a superar estes últimos tempo? Claro que adivinham! Foi o tricot e o felting! Confesso que foi mais o tricot, nesta fase, devido ao meu estado de saltarico de poiso em poiso!

Esta peça que aqui vos deixo hoje - uma das minhas primeiras peças em felting - feita há algum tempo, onde foi usado o molde de um balão! Também não recordo que cor tinha o balão, mas a peça tem cores lindas, verdade?


Esta edição chega-vos, agora, com um novo calendário, quinzenalmente, aos domingos à noite!
As minhas ausências, nos tempos que correm, alteraram assim a minha agenda de trabalhos!
No entanto o blogue voltará sempre, com novidades, algumas estórias e retalhos da vida do felting, à mistura.

Até breve e tenham boa semana!
Fátima de Haan



domingo, 1 de abril de 2018

do branco à cor!

Nada se perde, tudo se transforma ou muda de cor ou forma. Esta é, com certeza, uma das grandes máximas no felting, nas técnicas e materiais usados.
As mechas brancas incolores e os fios de tricotar ganharam vida e cor após alguns banhos de tinta.
Usando métodos artesanais, ecológicos com ervas e plantas ou com tinta especial foi uma aventura e novas experiências para dar vida a novos projectos.
E a primavera é, por excelência, a épocas certa para partirmos à descoberta, pelos campos floridos e coloridos, colhendo flores, folhas e ramos, que nos levarão para um mundo desconhecido e imprevisível.
O desafio foi aplicar estas técnicas sobre peças naturais como seda, algodão ou lã darão ao material, cores e degradés que as mechas coloridas não tem, tornando assim, as nossas peças de felting, mais personalizadas e originais.
Aqui vos deixo duas imagens do depois e do antes!

 
Por razões de reorganização de agenda o blogue passará a ter uma periocidade quinzenal, a partir de Abril.
Cá voltarei em breve, desejando-vos uma boa primavera!
Fátima de Haan