domingo, 6 de agosto de 2017

Feltmakers

Tal como em tudo, no felting também é assim:
primeiro estranha-se e depois entranha-se!

Integrado na apresentação do livro FAZdeLÃ realizaram-se, na Biblioteca Municipal de Caminha, workshops promovidos pela Universidade Sénior, cheios de animação e criatividade!

Se, no início de cada sessão, as participantes chegaram “apenas-para-ver” , cinco minutos depois, alcançaram um (ou vários) kits coloridos, arregaçaram as mangas e deitaram mãos à obra.


Mãos hábeis e delicadas, habituadas a várias artes e mestrias, se entrelaçaram entre conversas, recordações e as mechas e o tempo passou veloz.
O felting tem magia! Já aqui o dissemos.
E nesta semana foi mais longe. 
Foi a dose necessária para que velhos amigos se encontrassem e reencontrassem e novas amizades se fizessem!

Houve quem repetisse no dia seguinte.
Foram horas de convívio, troca de saberes e vontade de continuar.
Muitos abraços e beijos com carinho e saudade se deram à chegada e no final de cada sessão.
O meu coração transbordava de alegria de ver tão grande entusiamo.

Era mesmo isto que eu queria ver :
gente a divertir-se!



O felting não é um passatempo.
É mais do que isso.
É alegria, é paixão, é entrega.

Uma nova vertente do felting: juntar pessoas e reunir velhas amizades.

Bem hajam quem me desafiou e organizou estes encontros!
Já escrevi muito.
As imagens são melhores do que as palavras!

Deixo-vos com as fotos de algumas das peças feitas por este grupo divertido e entusiasta de novos feltmakers, entre os 30 e os 90.

Muitas fotos haveria para aqui vos deixar. Selecionei apenas algumas, mais impessoais, para não incluir os rostos dos participantes, como é meu hábito! Apenas os autores as podem identificar.

E o desafio feito para que se repita no próximo ano.

Prometido!
Boa semana e até breve! As férias estão a acabar!

Fátima de Haan

Sem comentários: